VÍDEO: será esta uma técnica revolucionária do salto em altura?

VÍDEO: será esta uma técnica revolucionária do salto em altura?

Há duas técnicas mais conhecidas no salto em altura. Mas isso não quer dizer que sejam as únicas que se podem utilizar, não é verdade?

Se primeiro a grande maioria dos atletas utilizava o salto ‘tesoura’, que consiste em fazer passar as perna primeiro, uma de cada vez, em 1968, um norte-americano revolucionou a especialidade.

Dick Fosbury chegou aos Jogos Olímpicos da Cidade do México, saltou fazendo passar primeiro as costas e arrecadou a medalha de ouro, colocando o recorde do mundo em 2,24m.

Ora, agora chega uma nova forma de passar a fasquia, apresentada pela jovem atleta queniana Zeddy Chongwo, nos mundiais de sub-20.

A verdade é que o salto não lhe valeu sequer o apuramento para a final. Mas que o salto é impactante, disso não há dúvidas.

Será que aperfeiçoamento da técnica pode fazer dela uma revolucionária?

>

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 13 =