US Open: Medvedev passeia até aos «quartos», Halep e Schwartzman eliminados

US Open: Medvedev passeia até aos «quartos», Halep e Schwartzman eliminados

Daniil Medvedev, número dois mundial, somou hoje mais uma vitória tranquila no Open dos Estados Unidos e qualificou-se para os quartos de final em Nova Iorque, onde Diego Schwartzman e Simona Halep foram eliminados.

Numa sessão de emoções fortes em Flushing Meadowns, que arrancou com a derrota da antiga número um do mundo e atual 13.ª colocada do ranking WTA, diante da ucraniana Elina Svitolina por duplo 6-3 ao cabo de uma hora e 16 minutos. 

Svitolina garantiu o regresso aos quartos de final e vai defrontar Lyela Fernandez. Depois de afastar Osaka, a canadiana surpreendeu ao derrotar Angelique Kerber em três partidas por 4-6, 7-6 (5) e 6-2. 

Ao mesmo tempo, no Louis Armstrong Stadium, o argentino Diego Schwartzman, que figura no 14.º da hierarquia mundial, caiu frente ao holandês Botic van de Zandschulp, 117.º do mundo. Após ter recuperado de dois sets de desvantagem, El Peque acabou por perder o parcial decisivo:  6-3, 6-4, 5-7, 5-7 e 6-1.

De visita pela primeira vez a Nova Iorque, o jogador dos Países Baixos já soma sete triunfos, três dos quais na fase de qualificação, e vai estrear-se nos quartos de final de um torneio do Grand Slam frente a um dos maiores candidatos ao triunfo no Open dos Estados Unidos: Daniil Medvedev.

O russo, vice-campeão de 2019, que perdeu a final em cinco sets para o espanhol Rafael Nadal, viveu hoje mais uma jornada sem sobressaltos e bateu em três sucessivas partidas o britânico Daniel Evans, pelos parciais de 6-3, 6-4 e 6-3, ao fim de uma hora e 43 minutos.

Com uma exibição muito sólida, Medvedev, semifinalista há um ano, continua sem ceder qualquer set e a mostrar ser um dos jogadores com melhores argumentos para travar o sérvio Novak Djkovic, que, em caso de vitória em Flsuhing Meadows, tornar-se-á o segundo tenista na era Open a completar o ‘Grand Slam’, desde Rod Lavre, em 1969, e ultrapassar o recorde de 21 ‘majors’ do suíço Roger Federer e Rafael Nadal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =