«Sérgio Conceição ficou com muito menos tempo para preparar o clássico»

«Sérgio Conceição ficou com muito menos tempo para preparar o clássico»

Domingos Paciência partilha com a A BOLA os pensamentos de treinador antes do clássico em que o FC Porto encara o Sporting. O técnico de futebol, que serviu os leões em 2011/2012, e antigo futebolista dos dragões não se atreve a idealizar um onze portista para o jogo em Alvalade, por entender que «os compromissos das seleções baralharam as ideias». E fundamenta esta posição: «O Sérgio Conceição ficou com muito menos tempo para preparar o desafio, pelo que as ideias e o seu trabalho podem não estar tão consistentes quanto seria de esperar caso tivesse todos os seus profissionais à disposição desde o último jogo.»

O calendário desportivo definido pela FIFA, e que já foi motivo de contestação pelos portistas, lança muitas mais dúvidas sobre o nível de produção que poderá ser apresentado pelos azuis e brancos. Até porque, alicerça Domingos Paciência, «o FC Porto teve mais jogadores nas seleções e nem todos ainda regressaram, alguns dos quais do núcleo que tem sido mais utilizado». «Logo aí, temos uma condicionante importante para Sérgio Conceição poder ter o melhor onze que o seu plantel poderia apresentar», prossegue.

Neste contexto, Domingos Paciência refere que o treinador de uma equipa de topo tem de se «preparar muito bem, desde muito cedo, para contornar as dificuldades, pois fica com muito pouco tempo para trabalhar». «E não nos podemos esquecer que apenas tivemos quatro jornadas da Liga disputadas, pelo que pode haver muito para comunicar de informação tática aos atletas, num momento em que também se perspetiva num horizonte próximo o início da Champions League», acrescenta.

Uma lógica que, contudo, não impedirão os dragões de se mostrarem fiéis aos seus princípios. «Antevejo um FC Porto a procurar o triunfo, sem dúvida. Não só por aquilo que já fez este ano, mas pela sua própria identidade e por aquilo que o Sérgio Conceição tem emprestado à equipa», manifesta Domingos Paciência.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze − 3 =