FIFA concedeu US $ 201 milhões em compensação pelo Departamento de Justiça dos EUA

FIFA concedeu US $ 201 milhões em compensação pelo Departamento de Justiça dos EUA

A FIFA recebeu US $ 201 milhões como compensação pelas atividades criminosas de ex-dirigentes. Em 2015, o órgão dirigente do futebol mundial foi invadido por autoridades suíças em nome do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, com Sepp Blatter entre mais de 40 oficiais acusados. Na terça-feira, a FIFA confirmou que o Departamento de Justiça concedeu um pacote de compensação de US $ 201 milhões à Fundação FIFA. Esta quantia – apreendida das contas bancárias dos dirigentes processados ​​- cobre os prejuízos sofridos pela FIFA, CONCACAF e CONMEBOL como “vítimas de décadas de esquemas de corrupção no futebol”. A FIFA confirmou que o dinheiro irá para um Fundo Mundial de Remissão do Futebol, criado para ajudar a financiar projetos relacionados ao futebol. “Estou muito feliz em ver que o dinheiro que foi desviado ilegalmente do futebol está voltando para ser usado para seus fins próprios, como deveria ter sido em primeiro lugar”, disse o presidente da FIFA, Gianni Infantino. “Quero agradecer sinceramente às autoridades de Justiça dos Estados Unidos por seus esforços a esse respeito, por sua abordagem rápida e eficaz para levar esses assuntos a uma conclusão e também por sua confiança em geral. A verdade é que, graças à sua intervenção em 2015, fomos capazes de mudar fundamentalmente a FIFA de uma organização tóxica na época para um órgão dirigente global de esportes altamente estimado e confiável. “Felizmente, já ultrapassamos aquele período infeliz da história e é ótimo ver um financiamento significativo sendo colocado à disposição da Fundação FIFA, que pode impactar positivamente tantas pessoas no mundo do futebol, especialmente por meio de programas para jovens e comunidades.” Em um comunicado separado, a federação sul-americana CONMEBOL confirmou que receberá US $ 71 milhões do pacote. A CONMEBOL afirmou que usaria esses fundos para acampamentos juvenis, educação, cursos de arbitragem e treinamento, extensão comunitária e futebol feminino.