Dois clubes, um café e um fotógrafo: a história da fundação do Bayern

Dois clubes, um café e um fotógrafo: a história da fundação do Bayern

Separados por apenas 15 quilómetros, MTV von Munchen 1879 e Bayern Munique vivem em mundos distintos. No entanto, é impossível dissociar a história do gigante bávaro da do modesto e eclético clube do bairro de Ludwigsvorstadt.

Por outras palavras, se não fosse o MTV von Munchen 1879, o crónico campeão germânico nunca existiria.

O Maisfutebol tropeçou nesta história e decidiu contá-la. Sozinho seria difícil, reconhecemos, embora não impossível. Por isso, vimo-nos obrigados a interromper as férias de Uli Hesse, autor do livro «Bayern: Creating a Global Superclub».

Sorridente, o alemão aceitou o nosso convite e sem darmos conta, temos a cabeça mergulhada em páginas e páginas que nos remetem para o século XIX.

«Essa é a pergunta mais importante. Aviso já que não é fácil traduzir para inglês ou qualquer outra língua (risos) o nome do MTV. Em inglês seria qualquer coisa como Munich Gymnastic Club (Clube de ginástica de Munique). O T da sigla MTV é a expressão alemã mais usada para ginastas que é Turnen (ginasta). Isto pode ser uma história muito longa», começou por dizer, em jeito de aviso.

Não há problema, Uli. Temos tempo.

«Se olhar para a classificação do campeonato, vai reparar que a maioria dos clubes têm o ano da fundação no nome como Borussia Dortmund 1909 ou Schalke 1904. E há clubes muito, muito antigos. Por exemplo, o Bochum que subiu recentemente à Bundesliga tem 1848 no nome. É uma data muito antiga para uma equipa de futebol. Alguns dos nossos clubes mais antigos começaram como organizações para ginastas no século XIX», apontou.

«Muitas regiões alemãs estavam sob influência francesa na altura por isso, a ginástica tornou-se uma forma de expressão do nacionalismo e de unificação. Várias pessoas desejavam que os reinos como Baviera ou da Vestefália se unissem e formassem uma só Alemanha. A ginástica caracterizava-se por ser alemã: era muito rígida, quase militar. Estou a contar isto em detalhe porque isto explica como o Bayern nasceu», acrescentou.

O símbolo do MTV von Munchen 1879

Assim, tal como inúmeros outros emblemas germânicos, o MTV von Munchen 1879 foi fundado por ginastas dissentes do TSV Munique 1860 e gradualmente, cresceu e implementou outras modalidades.

«Os ginastas formaram o MTV, atraíram novos membros e foram desenvolvendo novos desportos. Em 1897, se a memória não me atraiçoa, alguns associados do clube criaram uma equipa de futebol. Durante anos o MTV não disputou competições oficiais, mas mesmo assim tornou-se numa das melhores equipas da Baviera. A Federação dos clubes do sul da Alemanha organizou uma Liga, mas o MTV não fazia parte desse organismo», recordou.

O clima de tensão entre ginastas e futebolistas era permanente até pelas diferenças que existiam entre as modalidades. Aliás, o futebol não era o desporto do típico alemão quando chegou de Inglaterra.

«A ginástica era um desporto rígido, quase militar e sem competição. Era uma forma de expressão. Por outro lado, o futebol era um jogo inglês e foi olhado com desconfiança. Porquê? Porque era inglês», justificou.

A animosidade arrastou-se até 1900, quando os jogadores bateram o pé à decisão da generalidade dos outros membros. Franz John, um simples fotógrafo do norte da Alemanha, começou a imaginar a fundação daquele que viria a ser o clube mais poderoso do país.

«Os futebolistas do MTV tinham vontade de juntar-se à Federação dos clubes do sul, mas a maioria dos membros mostrou-se contra. Tanto quanto sei, o MTV nunca disse que não se iria juntar à Liga, apenas queria esperar mais uns anos. No entanto, os futebolistas queriam muito juntar-se à Liga e houve várias discussões nesse sentido», lembrou, antes de falar sobre o fotógrafo mais famoso da Baviera.

«O responsável pela fundação do Bayern foi o Franz John. Era o líder do grupo e andou a perguntar a vários membros a sua opinião sobre o assunto. Chegou à conclusão que a tensão entre jogadores e ginastas nunca iria desaparecer e que o clube nunca os colocaria em primeiro lugar. Assim, secretamente, perguntou aos outros jogadores quem estava disposto a fundar um novo clube. Recolheu dezenas de assinaturas, não sei especificar quantas, e preparou-se para deixar o MTV», continuou. 

Um segredo é um segredo até alguém o contar. Os principais membros do MTV descobriram os intentos de Franz John e convocaram uma reunião de emergência num conhecido restaurante de Munique. Os relatos referem que a reunião foi barulhenta e especifica o que alguns dos presentes disseram.

«Não foi uma reunião do clube, apenas de alguns membros. O assunto foi discutido até que alguém concluiu que jamais seria possível encontrar uma solução e que era óbvia a vontade dos futebolistas em criar o seu próprio clube. Os restantes concordaram, até para haver um clima de paz, e então 11 pessoas deixaram o restaurante. Diz-se que uma pessoa foi atrás desse grupo e que gritou: ‘Deixem-nos ir! Eles voltarão em breve!’», relatou.

 

As atuais instalações do MTV von Munchen 1879

As Duas Grandes Guerras roubaram vidas, dizimaram cidades e com elas locais históricos se perderam. Como o café Gisela, onde nasceu o Bayern Munique. Pelo menos sobraram as memórias, e enquanto alguém se lembrar, nada morre.

«O grupo caminhou dez minutos e entrou num café. Foi aí que nasceu o Bayern. Tanto o café Gisela como o tal restaurante já não existem. As ruas já nem sequer têm os mesmos nomes. Uma grande parte de Munique foi destruída por bombas durante as guerras», lamentou.

Mas afinal, quem era Franz John, fundador e primeiro presidente do Bayern?

«Há uns anos fiz um artigo sobre a fundação do clube para a revista onde trabalho. Os clubes não são pessoas, mas ainda assim, acabam por ter figuras próprias e uma identidade. Muitos dos valores que as pessoas associam ao Bayern hoje em dia, já existiam quando o clube foi fundado. Os membros fundadores não eram de Munique, muitos deles nem sequer eram bávaros. Era um grupo de elementos de várias cidades alemãs. O Franz John chegou a Munique para trabalhar, como se sabe, era fotógrafo. Os outros membros estudavam arquitetura e artes gráficas. Isso caraterizou o clube durante muitos anos. Quando cresci, na década de 70 e 80, a classe trabalhadora apoiava o TSV Munique 1860 e a classe alta era do Bayern», rememorou.

Franz John, o principal responsável pela criação do Bayern Munique 

A ideia de criar de raiz um novo clube foi arrojada. Apesar de pessoas letradas, os fundadores do Bayern Munique não eram ricos, o que originou um problema que perdurou durante mais de cem anos, conforme explicou Uli.

«Quanto maior o clube, melhores as instalações. A única maneira de um clube ter um campo de futebol era alugá-lo à Câmara Municipal ou construir o seu próprio estádio, o que exigia ter muito dinheiro. O MTV tinha mais de três mil membros quando Franz John e os outros saíram. O Bayern não tinha sítio para jogar, o que atormentou o clube durante mais de um século. Viu-se obrigado a partilhar sempre o estádio. Quando chegou à Bundesliga, na década de 60, jogaram no campo do TSV Munique 1860. Mais tarde, mudou-se para o Estádio Olímpico de Munique e mesmo quando passou para o Allianz Arena, dividiu-o com o TSV Munique 1860. Com os problemas financeiros do rival da cidade, o Bayern teve, por fim, o seu estádio», destacou.

Enquanto o Bayern crescia e se tornava uma superpotência do futebol alemão, o MTV von Munchen 1879 desenvolveu-se noutras modalidades, sagrou-se campeão nacional de hóquei no gelo (um feito histórico), mas acabou por nunca sair da mediocridade no que respeita ao futebol.

É possível assistir a jogos do MTV von Munchen 1870 nas divisões regionais da Baviera. A apenas 15 quilómetros, está o majestoso estádio de Sua Excelência, o Bayern Munique.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − quinze =