Daniel Ramos: «Foi o jogo mais difícil de preparar em 20 anos de carreira»

Daniel Ramos: «Foi o jogo mais difícil de preparar em 20 anos de carreira»

Daniel Ramos, treinador do Santa Clara, em declarações no Estádio do Bessa depois da derrota por 2-0 contra o Boavista: 

«O Santa Clara foi melhor na primeira parte. O golo do Boavista apareceu na primeira oportunidade e contra a corrente do jogo. Muito mérito para o jogador do Boavista. Continuámos a ser melhores até ao intervalo. Pedi mais agressividade ao intervalo, provocar mais erro, tentar aproveitar melhor as segundas bolas e o 2-0 apareceu logo no recomeço.»

 

«O Boavista foi uma equipa de espera, sólida e a ir nos contra-ataques. Tentámos ter bola, criar perigo e o jogo foi assim até ao fim. Sabíamos que ia ser mais difícil se o Boavista marcasse primeiro.»

[sobre as muitas mexidas na equipa]

«Tínhamos de fazer mudanças. Fizemos três jogos em seis dias. Temos andado com algumas limitações, muitos jogos. O Boavista foi muito eficaz. São nove jogos neste mês de agosto. É importante estabilizar logo que seja possível.»

«O jogo em Belgrado? Estou quase a fazer 20 anos de carreira e o jogo mais difícil de preparar foi este. Tive dez jogadores a voltar de covid-19. Além disso, o Morita não esteve porque se lesionou. Mexi em vários setores porque preciso de refrescar. Ao terceiro dia sei que esses jogadores que voltaram não estarão bem. Alguns apresentaram muitas dificuldades, precisam de ter capacidade cardio-respiratória. Precisamos de ganhar soluções e precisava de arriscar. Preciso de mais opções para os próximos dois jogos. Partizan e logo a seguir o Gil Vicente, preciso de mais atletas.»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 9 =